OM1, OM2, OM3, OM4, OM5 and OS1, OS2 Fiber Testing | Fluke Networks

Base de conhecimento

KB Home   >  Teste de fibra

OM1, OM2, OM3, OM4, OM5 and OS1, OS2 Fiber

Melhores práticas do teste da fibra

Em ANSI/TIA-568.3-D, a TIA adotou a nomenclatura para fibra encontrada na norma internacional ISO/IEC 11801. A fibra multimodo é prefixada com "OM" e o modo monomodo "OS".

A nova designação na ANSI/TIA-568.3-D deve aliviar um pouco da confusão associada com os problemas de distância de assistência do aplicativo. Cada "OM" tem um requisito mínimo de banda larga modal (MBW, Modal Bandwidth).

 

 

Banda larga modal mínima MHz-km

Comprimento de onda

Banda larga com lançamento sobrecarregado

Banda larga com lançamento de laser efetiva

Tipo de fibra

Diâmetro central

850 nm

1300 nm

850 nm

OM1

62,5 µm

200

500

Não especificado

OM2

50 µm

500

500

Não especificado

OM3

50 µm

1500

500

2.000

OM4

50 µm

3500

500

4.700

OM5 50 µm 3500 500 4.700

Por que dois valores? Qual é a diferença entre sobrecarregado e efetivo? Sobrecarregado é com uma fonte LED, efetivo é um VCSEL. Novo vs. antigo. Teste de extensão de perda para ISO/IEC precisa ser realizado com um LED e deve ser executado com um teste de LED para TIA para evitar resultados otimistas.

Para a maioria dos usuários, a seguinte tabela redunda em mais benefícios:

 

Base-SX 1000

Base-SR 10G

Base-SR4 40G

Base-SR10 100G

OM1

275 m

33 m

Não especificado

Não especificado

OM2

550 m

82 m

Não especificado

Não especificado

OM3

Não especificado

300 m

100 m

100 m

OM4

Não especificado

400 m*

150 m

150 m

OM5 Não especificado 400 m* 150 m 150 m

* O IEEE em conjunto com a TIA está suportando Base-SR 10G para 400 m para OM4.

Recomendação de cautela: NA ANSI/TIA-568-B.3, a banda larga modal de fibra de 62,5 µm foi de 160 MHz.km, não de 200 MHz.km encontrada na atual ANSI/TIA-568.3-D. Esta modificação foi feita para cumprir com a 11801ISO/IEC. Isso reduziria a distância para Base-SX1000 a 220 m e para Base-SE-S 10G a 26m.

Há também um limite de perda associado a estas distâncias.
 

 

Base-SX 1000

Base-S 10G

Base-SR4 40G

Base-SR10 100G

OM1

2,60 dB

2,4 dB

Não especificado

Não especificado

OM2

3,56 dB

2,3 dB

Não especificado

Não especificado

OM3

3,56 dB

2,6 dB

1,9 dB

1,9 dB

OM4

Não especificado

2,9 dB

1,5 dB

1,5 dB

OM5 Não especificado 2,9 dB 1,5 dB 1,5 dB

Então, em seu projeto, você precisa considerar TANTO a distância QUANTO A perda para assegurar que seu aplicativo funcione. Fibra OM4 precisa de uma perda de fibra reduzida a fim de suportar Base-SR10 100G a 150 m.

 

850 nm

1300 nm

1310 nm

1550 nm

OM1

3,5 dB/km

1,5 dB/km

 

 

OM2

3,5 dB/km

1,5 dB/km

 

 

OM3

3,0 dB/km

1,5 dB/km

 

 

OM4*

3,0 dB/km

1,5 dB/km

 

 

OM5 3,0 dB/km 1,5 dB/km    

OS1 ISP

 

 

1,0 dB/km

1,0 dB/km

OS1 OSP

 

 

0,5 dB/km

0,5 dB/km

OS2 ISP

 

 

1,0 dB/km

1,0 dB/km

OS2 OSP

 

 

0,5 dB/km

0,5 dB/km

ISP = Inside plant (linha interna), OSP = Outside plant (linha externa) (Aplicável somente à TIA)

 

While OM5 has similar performance values to OM4 for Insertion Loss and Distances supported, it has a special characteristic that differentiates it. OM5 fiber is designed to be used at wavelengths beyond 850 nm, specifically, 880 nm, 910 nm, and 940 nm. This means that it can support four simultaneous transmissions with Wave Division Multiplexing. There is an attenuation value for the 953 nm wavelength, 2,3 dB per KM. Field testing of OM5, however, only needs to be done at 850 and 1300 nm wavelengths.

 

* Os valores acima para OM4 são extraídos da TIA-492AAAD. Este é um requisito mínimo. Alguns prestadores de serviço estão cotando em 2,3 dB/km. Consulte seu prestador de serviços e trabalhe cuidadosamente com ele no projeto da linha de fibra.


IMPORTANTE:
Quando você configurar seu tipo de cabo DSX CableAnalyzer para fibra, 
 
            Configuração do tipo de cabo DTX CableAnalyzer
 
é importante assegurar-se de selecionar a fibra com a banda larga modal correta. Isso não afetará o resultado do seu teste de extensão de perda TIA ou ISO/IEC, porém, afetará o que aparece na parte inferior do relatório de teste no LinkWare para as normas de conformidade de rede.

Recursos relacionados

  • Guia de bolso gratuito: Melhores práticas para o teste em fibras
  • Os testes ANSI/TIA-568.3-D podem não garantir que seu aplicativo de fibra funcione. Saiba mais
  • Calculadora de perda de conexão Commscope – Como se orientar Saiba mais
  • Novos valores de orçamento de perdas para conectores de taxas de referência na ANSI/TIA-568.3-D Saiba mais
  • Cabos de teste de referência (TRCs, Test Reference Cords) vs. chicotes Saiba mais
  • Saiba mais sobre testes de fibra

Produtos relacionados

Autor: Adrian Young

Data de criação: 28-2-2014

Última alteração: 28-2-2014

 
 
 
 
Powered By OneLink