Erros de cabeamento n.º 10: Pular as etapas da inspeção da fibra | www.flukenetworks.com

Blog

Voltar para todos os blogs

Erros de cabeamento n.º 10: Pular as etapas da inspeção da fibra

Mark Mullins

Enquanto as pessoas inteligentes que instalam, testam e certificam instalações de cabeamento de rede sabem a importância do cumprimento das normas, parâmetros de desempenho e garantir o suporte a aplicativos, até mesmo o melhor de nós pode cometer erros que afetam negativamente o resultado e a satisfação do cliente.

Vamos dar uma olhada no Erro bobo n.º 10 que pessoas inteligentes fazem ao testar sistemas de cabeamento de rede —destacando-se na inspeção de fibra adequada.

Aquele pequeno grão

Apesar da constante reinteração e educação em torno da necessidade de inspecionar as extremidades da fibra antes de ligar qualquer equipamento, conexões contaminadas permanecem a causa número um de problemas e falhas relacionadas a fibra em um data center, backbones corporativos e outros ambientes de rede de fibra.

Seja em uma conexão cruzada de fibra, porta de equipamento ou no final de um jumper, onde uma extremidade de fibra estiver exposta há um risco de contaminação. Mesmo a menor partícula no núcleo de uma fibra pode causar perda e reflexos que aumentam as taxas de erro e prejudicam o desempenho. E, infelizmente, nem o técnico de fibra mais inteligente que sabe como limpar corretamente uma extremidade de fibra pode cometer o erro de esquecer de inspecionar corretamente antes de fazer essa conexão final.

E quando se trata de inspecionar, NÃO pense que uma inspeção manual com um microscópio de fibra é o melhor método de inspeção adequada. Dependendo de sua experiência, iluminação ambiente, visão ou mesmo pressa ou cansaço, o que você considera tão limpo pode não ser, com uma inspeção manual. Há sempre uma chance de você não ver um grão minúsculo de sujeira no núcleo da fibra.

E com taxas de dados mais rápidas de hoje de 40 e 100 gigabit tendo restrições maiores de orçamentos do que nunca antes, um grão minúsculo pode significar a diferença entre passar para seu próximo trabalho com um cliente satisfeito e ter que gastar mais tempo (e dinheiro) solucionando um problema.

Existe um padrão para isso

Lembra do slogan onipresente da Apple, "Há um aplicativo para isso?" Bem, o ditado em nosso setor é, "Há um padrão para isso." E quando se trata de inspeção de fibra, isso é uma boa notícia.

O Padrão IEC 61300-3-35 para procedimentos básicos de testes e medição para dispositivos e componentes passivos de interconexão por fibra óptica contém critérios específicos de graduação de limpeza para avaliar a aprovação ou rejeição de certificação da inspeção da extremidade de uma fibra, removendo o fator de subjetividade humana e evitando conflitos.

Para vários tipos de conectores e tamanho da fibra, IEC 61300-3-35 certifica a limpeza de uma extremidade de fibra com base no número e tamanho de arranhões e defeitos encontrados em cada região da extremidade, incluindo o núcleo, revestimento, camada adesiva e zonas de contato.

Quer notícias ainda melhores? O FI-7000 FiberInspector Pro da Fluke Networks certifica as extremidades da fibra de acordo com o padrão 61300-3-35 do IEC em pouco mais de um segundo, fornecendo os resultados automatizados de APROVAÇÃO/REPROVAÇÃO que eliminam a subjetividade (e certamente erros) da inspeção da fibra.


 
 
Powered By OneLink